“Alma Voadora” – Espaços e ideias #1

A 6 de Dezembro de 2013, conhecemos Laura Vergine. Laura é italiana, licenciada em arquitectura e reside no Porto. Cidade onde completou o seu programa Erasmus e se fixou após ter conhecido ao actual marido.

Laura gere um negócio na Rua do Rosário, uma perpendicular da Rua Miguel Bombarda, situada no Bairro das Artes, no Porto. A ideia para o espaço apelidado de “Alma Voadora” surgiu devido à dificuldade em encontrar emprego na sua área de formação e depois de ter conhecido uma artística plástica, através do seu marido, numa viagem a Lisboa.

Este seu projecto foi o veículo de expressão, encontrado por Laura, para a sua “arte” e conhecimentos adquiridos na sua licenciatura em arquitectura. Aplicando-os tanto no design da loja como no seu conceito.

Alma 3

O estabelecimento dedicado à arte, moda e natureza encontra-se dividido em 3 áreas:

– Uma loja vintage, onde é possível comprar e vender peças de roupa, acessórios e objectos, aos quais Laura tenta dar uma “nova vida”, ao restaurá-los e adaptá-los. E que descreve como “espiritual” devido à alma dos objectos que passam de casa em casa;

– Um pátio, apelidado de “jardim Sensorial” que tem como objectivo trazer o rural ao urbano e onde a empreendedora organiza pequenos mercados semanais e actividades socias;

– E uma galeria, no piso inferior, destinada a workshops, exposições e outros eventos.

Alma 4

Aventurou-se sozinha e mantém o espaço aberto desde 30 de Novembro de 2013. No momento o que mais desejava era que tudo corresse bem no curto prazo para conseguir manter a loja aberta e que esta servisse de inspiração a outros projectos. No entanto, este não foi o primeiro negócio da Laura, tendo partilhado um espaço, nas redondezas do mesmo bairro.

A empreendedora afirma não ter sentido dificuldades, tanto ao nível da procura do espaço como a nível de licenciamento, tendo tratado de todos os processos e etapas em apenas uma semana, incluindo a decoração. Considera, também, que o preço dos espaços no “Bairro das Artes” do Porto, são bastante acessíveis, quando comparados com os preços praticados no seu país de origem e que único problema encontrado prende-se com a conciliação da vida familiar com o trabalho.

Laura procurou manter-se na mesma áreaAlma 2
enquanto procurava por um novo espaço. Procurou especificamente um lugar nas ruas mais próximas da Miguel Bombarda por acreditar que o tipo de produtos que tenta comercializar e que todo o conceito do seu projecto são mais valorizados no ambiente típico do bairro devido ao tipo de visitantes e frequentadores.

Para promover o seu negócio nos momentos iniciais, Laura usou o Facebook e fez a distribuição de flyers.

O período de maior afluência do seu espaço esta compreendido entre as 16h e as 19h e recebe o maior nº de visitantes às quartas, quintas e sextas. Momentos, que segundo a empreendedora, coincidem com a chegada dos turístas à cidade.

Vivendo no Porto já há 6 anos tem assistido a um desenvolvimento muito focado no turismo e criatividade, considera que há mais comércio e muita originalidade. E identifica a chegada da Ryanair como um ponto fulcral no desenvolvimento da cidade, que descreve como mágica.

 

Update: após a escrita do artigo, numa visita ao Porto. Verificamos que no anterior espaço de Laura se encontra em funcionamento um cabeleireiro.